Como podem os filhos adolescentes participar da mudança?

Afastar-se de um lugar onde a família estabeleceu raízes não é fácil para ninguém. De pais a crianças pequenas, todos terão que se despedir e adaptar-se a viver num novo espaço. Esta transição pode ser especialmente difícil para os adolescentes, em particular, já que eles podem sentir-se distantes dos seus círculos sociais em desenvolvimento e do conforto de um lugar que conheceram durante grande parte das suas vidas. Então, como pode ajudar os seus pré-adolescentes e adolescentes a lidar com uma mudança?

Deixe-os a par da mudança o mais cedo possível.

De uma forma ou de outra, muitos pré-adolescentes e adolescentes já criaram raízes profundas na sua comunidade, seja através de amigos, atividades, escola ou apenas uma sensação de conforto e familiaridade. Sugerimos que a notícia, relativa à mudança, seja divulgada cedo para as crianças mais velhas e que haja discussões sobre por que é que a mudança é a melhor escolha para a família como um todo. Isso dá aos seus filhos mais tempo para processar as notícias e trabalhar com as suas emoções e permite também identificar quaisquer preocupações ou problemas específicos que possam surgir.

Mantenha-os envolvidos.

Uma mudança pode ser difícil para as crianças mais jovens compreenderem completamente, mas os seus filhos mais velhos provavelmente têm uma forte compreensão de muitos dos diferentes aspectos dessa mudança significativa na vida deles. Mantenha-os envolvidos no processo. Peça a opinião deles obre o tipo de bairro em que eles gostavam de morar, que tipo de espaço eles querem para o novo quarto e preocupações semelhantes. Também pode levá-los em pequenas viagens de carro para ver novas casas com potencial, o que também ajuda a familiarizar-se com a área para a qual a sua família eventualmente se mudará. Claro, que pode não ser capaz de dar-lhes tudo o que eles querem, mas poderá descobrir o que é mais importante para eles e ter isso em mente enquanto procura um novo lar. Essa abordagem ajuda os seus filhos mais velhos a sentir que não são apenas observadores passivos e que suas necessidades são respeitadas e consideradas. Esse tipo de atenção positiva pode ajudar a aliviar os seus pré-adolescentes e adolescentes durante o que pode ser um processo muito difícil.

Incentive-os a manter amizades atuais.

Décadas atrás, mudar de zona, cidade ou país, costumava dificultar significativamente o contato. Telefonemas e correspondências ajudaram, mas cada um tinha as suas próprias limitações. Agora, com todo um mundo de aplicações de mensagens e redes sociais disponíveis é muito mais fácil para as pessoas permanecerem conectadas. Raychelle Cassada Lohmann, uma conselheira profissional licenciada, escreveu na Psychology Today que, entre as redes sociais, vídeo chat e mensagens de texto, é totalmente possível que os adolescentes fiquem próximos dos amigos da sua antiga cidade natal. Lohmann também sugeriu planear uma visita de volta assim que a mudança esteja concluída. Dependendo da distância entre a sua nova casa e sua antiga, também poderá planear visitas futuras ou oferecer a sua casa para uma visita dos amigos do seu filho mais tarde.

Encoraje os seus adolescentes a explorar a nova zona.

Encontrar coisas divertidas para fazer numa nova cidade é uma das melhores partes de uma mudança. Contanto que seja sensível aos sentimentos do seu adolescente e não os force muito quando eles ainda estiverem a adaptar-se à ideia, pode ajudá-los a encontrar alguns pontos positivos na sua nova casa. Procure atividades que correspondam aos seus interesses, sejam clubes desportivos, centros comerciais, ou algo tão simples como um café.

Mantenha os bens pessoais seguros.

Ter um equipamento eletrónico tão importante como uma consola ou um poster autografado é certamente uma preocupação para os adolescentes saber a quem estarão confiados os seus bens. Entre em contato com os especialistas em mudanças da MovExpert para garantir que essa parte crítica da sua transição ocorre sem problemas.